VOU DE TÁXI OU DE CARRO?

 decarro

Essa é uma dúvida que tem incomodado, cada vez mais, grande número de pessoas, principalmente nas grandes cidades. Congestionamentos, dificuldades para estacionar e outros inconvenientes têm levado muitas pessoas a pensarem em deixar o carro em casa e chamar um táxi. Vale a pena? Em artigo anterior discutimos nesse espaço a metodologia para se calcular o custo mensal de um carro. Consulte o artigo: “Quanto custa seu carro por mês, você sabe?”.

Recentemente, o jornal Valor Econômico publicou um interessante artigo comparando diversas opções de locomoção com o carro próprio. Veja a seguir.
Você também poderá ver outra versão em:

 jorcar

premissa

(*) Zazcar: locação de carro por hora ou por dia.
A figura acima mostra o resumo dos cálculos feitos pelo autor, Prof. Samy Dana da FGV-SP. Antes de interpretarmos os resultados, temos que ter em mente que o autor considerou as alternativas para uma pessoa se locomover para o trabalho, em duas distâncias: 20 km por dia ou 40 km por dia. Foram consideradas 40 viagens por mês: 20 de ida e 20 de volta. O autor também considera, no cálculo do custo do carro próprio, a perda de rentabilidade do dinheiro aplicado (muitas pessoas se esquecem disso). No caso foi considerada a taxa de rentabilidade de 0,8% ao mês, ou seja, aproximadamente 10% ao ano.
Pode-se ver na figura que o carro próprio (custo anual de R$ 19.100,00) somente perde para o Uber X (custo anual de R$ 16.656,00), em percursos de 20 km. Em todos os demais casos, assumindo as considerações do autor, o carro próprio é mais vantajoso. Para o percurso de 40 km, o carro próprio leva vantagem sobre todas as opções.
No entanto, temos que fazer algumas considerações. Em primeiro lugar, o autor assume que o preço do carro próprio (0 km ou preço médio) é de R$ 35.000,00. Ou seja, quase um carro popular. Se você tiver um carro mais caro, evidentemente seu custo anual aumentará. Você pode fazer facilmente uma estimativa, se considerar uma simplificação nos demais custos, além da depreciação e perda da rentabilidade (19.010 – 3.500 – 3.500 = 12.010).
Se seu carro custa R$ 70.000,00, seu custo mensal sobe para R$ 12.010 + 7.000 + 7.000, ou seja, R$ 26.010,00, o que torna vantajosa a utilização de qualquer das opções, para percursos de 20 km. Lembre-se que este cálculo é simplificado, porque o seguro e o IPVA também sobem com o preço do carro.
Outra consideração a ser feita diz respeito ao segundo carro da família, que pode ter uma utilização diária muito menor. O custo total cairá apenas por causa do menor consumo (gasolina, estacionamento e manutenção), mas o número de viagens também cairá. Nesse caso, as opções de táxi se tornam mais vantajosas, já que são determinadas apenas pelo número de viagens.

Outra ressalva importante a ser feita se refere aos demais benefícios de se ter um meio independente de locomoção - caro próprio -, como por exemplo, lazer, fins de semana e, principalmente, disponibilidade imediata. Para você, o status conta?
Podemos concluir que se você deseja planejar suas finanças pessoais, é importante calcular o custo anual do carro próprio, levando em conta o período de tempo que você pretende manter o carro. Assim, sugiro que utilize as planilhas do nosso artigo citado acima para calcular o custo real de seu carro (“Quanto custa seu carro por mês, você sabe?”.

Planilha para cálculo do custo real do carro