CONSTRUÇÃO DE SUA RIQUEZA PESSOAL – Vamos conversar?

Ambientes de aposentados

Observe as figuras acima. Quem não quer se aposentar e curtir esses ambientes? A menos que tenha nascido rico e que não tenha perdido seu dinheiro, você tem que construir essa tranquilidade ao longo de sua vida de trabalho.
Envelhecimento e aposentadoria. Hora de curtirmos o que conquistamos e construímos em nossa vida. A demografia mostra, as pessoas estão ficando cada vez mais velhas, vivendo mais. Não é uma ótima notícia? Claro que é. Mas para termos uma terceira idade com tranquilidade precisamos elaborar e cumprir um planejamento ao longo de nossa vida que leve em conta vários aspectos. Ficou interessado em saber como? Continue comigo.

Se preferir, assista ao vídeo:

Criação da riqueza pessoal - modelo


Vamos iniciar aqui uma série de conversas sobrea criação de riqueza pessoal. É claro que o nível dessa riqueza vai depender de vários fatores individuais que definidores de sua capacidade financeira, tais como salário, idade, tamanho da família e outros.

Por que formar capital próprio e construir riqueza? Você quer, na terceira idade, depender somente o governo ou, o que é pior, dos filhos? Vamos mostrar como pessoas com atividades normais, como por exemplo empregados, autônomos, liberais e outros, podem criar riqueza pessoal.

Um assalariado pode se tornar milionário ao longo da vida profissional? Esta é uma pergunta que escutei dezenas de vezes ao longo de meus 45 anos de magistério. É possível? A resposta é sim. Já vi vários casos. Como isso pode acontecer? É sobre isso que vamos conversar aqui.

Observe na figura abaixo as condições fundamentais para construirmos nossa riqueza pessoal: cultura pessoal, trabalhabilidade, gestão do orçamento familiar, criação de oportunidades e capacidade de aplicar bem o dinheiro guardado. São os pilares de uma construção que temos que empreender ao longo de nossa vida.

Quatro pilares

Nesta nossa conversa vamos discorrer sumariamente sobre cada um elementos que formam o processo de criação da riqueza.

Evidentemente, tudo começa com uma cultura pessoal orientada para a construção do futuro. Se você é do tipo que pensa “o futuro a Deus pertence, quero viver o presente”, dificilmente vai criar riqueza. Existem muitos estudos hoje sobre a “psicologia do sucesso” que procuram responder à seguinte pergunta: “As pessoas nascem predestinadas a ter sucesso ou este pode ser construído ao longo da vida?”

Não se nega que há pessoas que nascem com dotes extraordinários para artes, esportes, idiomas e todas as manifestações da vida humana. As pesquisas não desconsideram esses fatos mas interrogam se as pessoas normais podem conseguir sucesso satisfatório em suas áreas de atuação. A resposta é sim, desde que tenham esse objetivo e se dediquem de forma certa. Vamos nos aprofundar nessa questão nas próximas conversas.

Outro pilar é sua empregabilidade. É claro que você não vai criar riqueza se não tiver capacidade de ganhar dinheiro. Você tem que estar preparado para resolver questões de empresas ou pessoas que lhe pagarão por isso. Dinheiro é consequência de uma atuação que cria valor.

Os desafios estão aí e são conhecidos por todos nós. O cenário econômico está em permanente transformação e, com o avanço da tecnologia, também mudam continuamente as condições e as exigências no mercado de trabalho. Por isso, temos que olhar sempre para frente. Não importa muito se no passado as pessoas com certa formação e experiência tiveram sucesso em suas carreiras. O que importa é nos perguntarmos continuamente: o que precisamos aprender para termos trabalho e sucesso amanhã?
Apenas para lembrar (trataremos desse assunto com mais profundidade em outra conversa), os maiores desafios hoje são colocados no mercado pela tecnologia da informação: big data, internet das coisas, inteligência artificial, e outros avanços.

Outro pilar de nossa construção é a administração de nossas finanças pessoais e familiares. A regra primeira que todos conhecemos é que não podemos gastar mais do que ganhamos. Muitas pesquisas têm sido publicadas sobre as características pessoais das pessoas que organizam bem suas finanças e sobre os vários perfis dos gastadores. Esse é um assunto que tem preocupado os governos do mundo inteiro porque, caso as pessoas cheguem à aposentadoria sem um recurso próprio para se sustentarem, deverão ser cuidadas pelos governos. Logicamente, isso resulta em mais imposto para os que trabalham. Também vamos discutir essas pesquisas e as ferramentas que podemos utilizar para conduzirmos bem essa gestão de nosso dinheiro.

O terceiro pilar é a criação de oportunidades. As oportunidades surgem por acaso? Somente nas loterias se você tiver sorte. Esse é um tema que vamos discutir bastante, mas para adiantar a criação de oportunidades de investimento está fundamentalmente assentada na sua capacidade de relacionamento. Se você deseja empreender, a busca de oportunidades é baseada numa boa pesquisa de mercado.

O quarto pilar de nosso edifício da riqueza pessoal é a boa aplicação do dinheiro economizado. Isso exige conhecimento. O mercado financeiro nos oferece centenas de possibilidades e temos que escolher entre elas. Não é fácil, principalmente porque do outro lado – gerentes de bancos, corretoras, fundos de investimento, etc. – estão sempre nos “provocando” porque, para eles, isso é seu trabalho. Você não tem que ser especialista em mercado financeiro, mas deve desenvolver um conhecimento mínimo para decidir onde colocar seu dinheiro. Depois de ganhar e economizar, não faz sentido perder o capital por más aplicações, não é verdade?
Uma verdade no mercado financeiro é que, com dinheiro em mãos, boas oportunidades aparecem. Também vamos nos aprofundar nesse assunto em outros encontros.

Finalizando, temos que dar atenção à base e aos quatro pilares da construção de nossa riqueza pessoal. As pesquisas mostram que a maioria das pessoas não pensa em guardar dinheiro para o futuro. Mas para você começar a praticar a boa disciplina financeira, porque não criar metas de curto prazo para formar capital para um objetivo mais imediato, como comprar um carro por exemplo?

Continue acessando este espaço para podermos conversar mais sobre esse assunto.

 

baixar PDF 

© 2016 DICAS DO PROFESSOR LEOPOLDINO - Todos os direitos reservados.

Search